CNA apresenta Programa Bem+Agro em Alagoas

Plataforma digital de benefícios para produtores rurais foi elogiada por presidentes da federação e dos sindicatos

 

Wilson Brandão Júnior, coordenador do Departamento Sindical da CNA, apresenta o programa

Presidentes de sindicatos rurais, gestores da Federação da Agricultura do Estado de Alagoas – Faeal – e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar AL – conheceram, na manhã desta terça-feira, 11, o programa Bem+Agro, plataforma de benefícios criada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA – para bonificar produtores rurais sindicalizados e adimplentes. Com previsão de início de funcionamento para o próximo dia 3 de fevereiro, o programa foi apresentado por Wilson Brandão Júnior, coordenador do Departamento Sindical da CNA, durante assembleia geral na sede do Senar em Maceió.

O Bem+Agro é uma estratégia da CNA para incentivar a contribuição sindical dos produtores rurais, traçada a partir de estratégias de sucesso observadas em outros países. “Depois que a contribuição passou a ser facultativa, o agronegócio registrou 150 mil contribuintes por livre iniciativa. Esse número é bom. Nós recebíamos 450 mil contribuintes até 2017, é claro que há um impacto grande na nossa folha, mas os sindicatos patronais rurais são o modelo confederativo que mais recebeu contribuições depois que elas deixaram de ser obrigatórias. Isso mostra a força da nossa representação, no entanto, ainda temos uma distância para o nosso potencial, que são 2 milhões de produtores”, avalia Wilson Brandão.

Para o presidente da Faeal, Álvaro Almeida, o Bem+Agro chega para aproximar ainda mais as instituições do produto rural. “A nossa preocupação é que o produtor de Alagoas tenha a convicção de que é muito bem representado pela CNA, pela Federação e pelo Senar. Somos os seus legítimos representantes e, com este programa, estamos na expectativa de viver novos tempos”, afirma.

Programa foi apresentado em assembleia geral dos presidentes da Faeal e sindicatos rurais de Alagoas

Como funciona
O programa Bem+Agro é uma plataforma digital onde os produtores rurais adimplentes com os sindicatos podem acumular agros – moeda virtual criada para o sistema – e trocar por ofertas e outros benefícios. Para ganhar agros, basta ter alguns comportamentos como se inscrever e concluir cursos do Senar; compor chapa para diretoria de sindicato; participar de assembleias e outros eventos; navegar, interagir e ler conteúdos publicados pela CNA, federações e sindicatos.

No computador ou celular, o produtor acessa o extrato de agros acumulados, confere as ofertas – nacionais ou segmentadas por região – e troca moedas virtuais por benefícios. As ofertas são cadastradas tanto pela CNA, quanto pelas federações e sindicatos rurais. “Estamos definindo um parâmetro em reais. Hoje, pensamos em oferecer R$1 para cada 10 agros”, adianta Wilson Brandão Júnior.

Presidente da Faeal, Álvaro Almeida, fala ao lado do superintendente do Senar AL, Fernando Dória

Benefícios
Entre os benefícios do Bem+Agro, os produtores rurais terão acesso a condições especiais em empresas parceiras, a exemplo de descontos em planos de saúde, serviços laboratoriais, passagens aéreas, pneus e serviços relacionados, cursos de graduação e livros, além de acesso VIP a eventos do agronegócio, entre outros. Nacionalmente, a CNA já firmou convênio com empresas como Latam Airlines, Mercedes-Benz, Visa, Livraria Embrapa, Pirelli, Sabin Medicina Diagnóstica, 99, Netshows, Bancorbrás e Movida Rent a Car.

Os produtores também terão acesso a cartilhas de processos produtivos e poderão formar turmas exclusivas para cursos do Senar; indicarão estudantes para o programa CNA Jovem; terão acesso prioritário a serviços prestados pelos sindicatos, como assessorias jurídica e contábil, bem como à Assistência Técnica e Gerencial do Senar. “Fazemos um trabalho com viés público, mas somos empresa privada e precisamos olhar com mais atenção para os nossos negócios. Hoje, do público que atendemos com ATeG, 96% não nos pagam nada. Portanto, nada mais justo do que o produtor adimplente com o sindicato usar agros para ter acesso a este benefício com prioridade”, avalia o coordenador do Departamento Sindical da CNA.

Os presidentes de sindicatos aprovaram a iniciativa. “Ou nós nos reinventamos ou acabamos e, para nos reinventar, precisamos ter pleno conhecimento de quem somos. Quantos alunos dos cursos que ofertamos são nossos contribuintes? Continuamos prestando esse grande serviço, investindo tempo e recursos, mas não estamos arrecadando. Temos que priorizar o cidadão adimplente para que ele entenda que tem outros benefícios como nosso associado, além dos que já oferecemos. Isso promoverá a fidelização, que é o segredo do sucesso”, observa Domício Silva, presidente da Associação dos Criadores de Alagoas – ACA.

“O Bem+Agro é importantíssimo para que possamos formar uma cadeia produtiva cada vez maior, o que fortalecerá os sindicatos, as federações e a CNA. Temos que acreditar neste programa que foi planejado para contribuir com o desenvolvimento do setor, pois ele será muito importante para que o agronegócio seja cada vez mais reconhecido. Estamos acreditando nas mudanças políticas deste país e a CNA, com o Bem + Agro, mostra que está acompanhando essas mudanças”, elogia o presidente do Sindicato Rural de Maceió e ex-secretário da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas, Álvaro Vasconcelos.

COMPARTILHAR