Diretor de Gestão de Riscos do Mapa ministra palestra na Faeal

O diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Pedro Augusto Loyola Júnior, ministrou a palestra “Seguro rural na visão de gestão de riscos agropecuários”, na manhã dessa terça-feira, 16, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (Faeal). O evento reuniu produtores, gestores e representantes da Superintendência Regional do Mapa, do Governo do Estado, Banco do Brasil, associações e cooperativas ligadas ao setor.

“O Departamento de Gestão de Riscos cuida de alguns programas, como o de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, o Proagro, Garantia-Safra e o Zoneamento Agrícola de Risco Climático. Esses encontros nos estados fazem parte de uma estratégia do Governo Federal para disseminar a cultura de seguro rural e também de gestão de riscos, pois ambos são importantes para o produtor manter a renda na sua produtividade. Os estados precisam demandar para o Ministério quais culturas precisam ser zoneadas, para que o produtor plante no melhor período, com a melhor tecnologia. Isso mitigará os riscos de perda de produção por problemas climáticos”, comentou Pedro Loyola Júnior.

“Os encontros também nos trazem todas as demandas dos estados, o Ministério mostra como ele pode fomentar o seguro rural e ainda como está atuando em alguns programas. O Garantia-Safra, por exemplo, é muito importante aqui para o Nordeste, com a aplicação de recursos do Governo para pequenos produtores que precisam ter sua segurança alimentar e da família garantida. Aqui em Alagoas, ainda é preciso fomentar esses programas, por isso, é importante discuti-los com essas lideranças e produtores”, acrescentou Loyola.

Segundo o palestrante, ampliar as contratações de seguro no Norte e Nordeste do país é um dos desafios do Governo Federal. Outros desafios são: desenvolver estudos para fomentar políticas; ampliar a abrangência de produtos e regiões do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural; criar um programa de disseminação da cultura de gestão de riscos; e integrar os bancos de dados dos diferentes programas.

Para o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas, Edilson Maia, a palestra foi esclarecedora e permitiu a abertura de um importante canal de informações com os produtores. “A Faeal está fazendo todo o esforço para que o produtor alagoano tenha sustentabilidade na sua atividade por meio do seguro rural. Alagoas ainda tem uma pequena participação no mercado, não há essa cultura, diante de tantas variáveis e intempéries que sofre o Nordeste, mas com certeza o Governo vai carimbar algumas verbas para este fim e fazer com que o produtor seja menos afetado por essas intempéries da região”, comenta Maia.