Faeal e Senar Alagoas retomam as atividades no próximo dia 6

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas – Faeal – e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas – retomarão as atividades a partir da próxima segunda-feira, 6 de junho. Seguindo as diretrizes governamentais estaduais, municipais e atendendo às exigências do Ministério da Saúde, as instituições adotarão um protocolo de retorno gradual, inicialmente, com expediente interno. A possibilidade de retorno das atividades presenciais de campo será avaliada nos próximos 15 dias.

Para evitar aglomerações que possam gerar contágio e contaminação, as jornadas de trabalho serão alternativas, com atividades em expediente interno, durante os 15 primeiros dias da fase inicial. Colaboradores que utilizam veículo próprio trabalharão das 8h às 14h; já os que utilizam transporte urbano, das 9h às 15h.

Os funcionários também serão organizados em grupos de retorno, conforme o perfil de risco. O Grupo 1, de colaboradores já imunes ou com menos de 60 anos e saudáveis, retorna às atividades na primeira fase; o Grupo 2, formado por colaboradores do grupo de risco da Covid-19, permanecerá em home office por prazo indeterminado, até que haja uma segurança médica para o retorno ao ambiente de trabalho.

Para retomar as atividades, todos os colaboradores terão que passar por testagem para a Covid-19 e avaliação médica. Outras medidas de prevenção também serão adotadas, como disponibilização de álcool em gel 70% em totens, estações de trabalho e outros pontos estratégicos; colocação de tapetes higienizadores de sapatos; medição de temperatura e oxigenação de todas as pessoas que tiverem acesso ao prédio; sinalização do distanciamento obrigatório (1,5 m de distância entre pessoas e 2 m entre as estações de trabalho); e colocação de barreiras entre acentos de cadeiras, com faixas indicativas no piso.

Restrições e recomendações
O protocolo de retorno às atividades da Faeal e do Senar Alagoas também reforça as recomendações do Ministério da Saúde e traz algumas restrições e recomendações para os colaboradores. Está proibido o compartilhamento de copos, pratos, talheres e outros utensílios de cozinha não higienizados; superfícies das mesas precisam ser desinfetadas após cada utilização; viagens estão temporariamente suspensas e reuniões devem ser feitas por meio de ferramentas remotas de conferência. A orientação é para que os funcionários não circulem nas dependências da empresa e façam contato por telefone, WhatsApp ou e-mail.