Incentivo à aprendizagem rural será ampliado em Alagoas

Gestores do MPT, Senar Alagoas e SRTb/AL discutem a promoção da qualificação profissional de jovens no estado (Foto: Rafael Maia/Ascom MPT)

Com informações da Ascom MPT

O incentivo à qualificação técnica e profissional de jovens, por meio da oferta de cursos voltados à aprendizagem rural, deve ser ampliado nos próximos meses em Alagoas. Durante reunião realizada na última sexta-feira, 11, o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar AL) e a Superintendência Regional do Trabalho (SRTb/AL) discutiram estratégias para levar as capacitações a municípios do estado.

Com início previsto para fevereiro do próximo ano, os cursos de educação profissional no campo devem acontecer nos municípios de Maceió, Palmeira dos Índios, Penedo, São Miguel dos Campos e União dos Palmares. O Senar Alagoas propôs a abertura de até cinco turmas presenciais distribuídas nessas cidades ou em outras localidades circunvizinhas, a depender da demanda dos produtores rurais – que absorverão a oferta de aprendizes – e da conveniência do Senar.

A procuradora do MPT Virgínia Ferreira, o auditor fiscal da SRTb Leandro Carvalho e o superintendente do Senar em Alagoas, Fernando Dória, além de outros representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, ressaltaram a importância da atuação conjunta na busca da qualificação.

“O Senar Alagoas já capacitou 891 aprendizes nos últimos seis anos. Agora, por meio da parceria com o poder público, a nossa perspectiva é de que este trabalho seja ampliado”, observou Fernando Dória.

“Ao final, todos ganharão: os jovens terão oportunidade de aprender um ofício e serem inseridos de forma protegida no mercado de trabalho, o empregador ganhará a mão de obra qualificada e mais produtiva, e a sociedade se beneficiará com o almejado desenvolvimento de nosso Estado e de nosso país”, explicou a procuradora Virgínia Ferreira.

Suspensão da fiscalização
O Senar AL também se dispôs a realizar cursos profissionalizantes em unidades de internação existentes em Maceió, de forma gratuita. Já a Superintendência Regional do Trabalho propôs a suspensão dos prazos de fiscalização dos produtores rurais, referentes ao cumprimento da cota de aprendizagem profissional, até fevereiro de 2020.

Em novembro, uma audiência será realizada com os produtores sob fiscalização do órgão do Ministério da Economia, para conscientizá-los sobre a importância de cumprirem a cota de aprendizagem e de incentivarem a formação profissional.

As instituições também definiram que os cursos a serem ofertados pelo Senar serão divulgados durante a 69ª Exposição Agropecuária e de Derivados de Alagoas (Expoagro/AL), entre os dias 25 de outubro e 3 de novembro, em Maceió.