Mais Pasto é destaque em workshop sobre ILPF

André Sório: “Mais Pasto oferece ferramentas para apoiar o produtor alagoano” (Fotos: Saulo Coelho/Ascom/Embrapa)

O Mais Pasto, programa de consultorias para pecuaristas inédito no país e criado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas –, em parceria com o Sebrae AL, foi apresentado como caso de sucesso nessa terça-feira, 20, durante o Workshop ILPF em novos territórios agrícolas.

O evento é uma realização da Embrapa em parceria com o Sebrae e tem o objetivo de aprofundar as discussões sobre a promoção da Integração Lavoura, Pecuária, Floresta na SEALBA, nova fronteira agrícola formada por áreas com grande potencial produtivo em Alagoas, Sergipe e Nordeste da Bahia.

Segundo André Sório, coordenador do Mais Pasto, o programa que capacita pequenos e médios pecuaristas para a utilização racional da pastagem e a gestão da propriedade rural oferece ferramentas para apoiar o produtor rural alagoano, tanto na utilização de área marginal de lavoura, quanto na implantação de florestas integradas ao pasto ou na utilização de áreas agrícolas como pasto, para rotação de culturas.

“Dentro da ideia da Integração Lavoura, Pecuária, Floresta, naturalmente a utilização racional dos pastos é fundamental, pois, mesmo nos locais onde há rotação entre lavoura e pecuária, o pasto precisa ser explorado de maneira racional, para proporcionar o máximo de rentabilidade ao produtor, antes que aquela área volte a ser lavoura novamente”, explica André Sório.

Segundo o coordenador do Mais Pasto, no caso da floresta, muita gente tem utilizado a lavoura de grãos integrada a uma área de mata para, posteriormente, implantar um pasto naquele espaço. Outra situação é a utilização das chamadas áreas marginais de lavoura, que são regiões mais acidentadas, com pedra, muita areia ou sujeitas a encharcamento. “Neste caso, a agricultura mecanizada será explorada nas áreas mais nobres e a pecuária, nos espaços onde há mais dificuldade”, diz Sório.

O evento

O workshop sobre ILPF acontece na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Esta do de Alagoas – Faeal. Começou nessa terça, 20, e prossegue até esta quinta, 22, com palestras, apresentação de casos de sucesso e visitas técnicas. Reúne produtores rurais, pesquisadores, técnicos, estudantes e representantes de instituições financeiras.

Edilson Maia, vice-presidente da Faeal: “Evento fortalece nosso agronegócio”

Segundo o vice-presidente da Faeal, Edilson Maia, a Federação da Agricultura cumpre seu papel ao apoiar e sediar o workshop. “Sempre acolheremos o setor produtivo, especialmente, os produtores rurais e as instituições que fazem com que esses produtores possam desenvolver suas atividades. Um evento como este, sem dúvida, fortalece o nosso agronegócio, traz novas expectativas de inovações tecnológicas, rentabilidade, de uma agricultura com tendências à agricultura 4.0. Tudo isso corrobora com a visão da Faeal e do nosso presidente, Álvaro Almeida, que é fazer com que o nosso setor possa ser cada dia mais sustentável e eficiente”, afirma.