Negócio Certo Rural forma mais três turmas em Inhapi

Formandos exibem diploma com orgulho

Fruto de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar – e o Sebrae, o Programa Negócio Certo Rural formou mais três turmas em Alagoas, desta vez, na cidade de Inhapi, sertão alagoano, a 270 quilômetros da capital Maceió. A solenidade de formatura aconteceu na última quarta-feira, 27, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, e reuniu 55 formandos, familiares e autoridades do município.

O Negócio Certo Rural já começa a mudar a vida de jovens como André Oliveira dos Santos, 26 anos. Produtor de leite, ele percebeu, durante o curso, a possibilidade de diversificar o negócio. Hoje, também produz e vende queijo. “Com a crise no preço do leite, que caiu de R$1,15 para R$0,80, eu não conseguiria pagar as contas da fazenda, por isso, decidi colocar meu projeto em prática. Já estou entregando queijo nas padarias da cidade, no mercado, e com o lucro ainda estou investindo na criação de porcos”, relata.

André começou a produzir queijo durante o curso

Para garantir o padrão de qualidade do queijo, André investiu em máquina a vácuo, imprimiu selos, comprou carimbo para indicar a validade do produto. Mesmo com os investimentos, a nova atividade garantiu uma renda extra e ainda permitiu ao jovem produtor ampliar a diversificação nas fontes de renda. “Estou investindo agora em criação de porco e ainda fico com um caixinha extra”, comemora o jovem inhapiense.

O assessor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Inhapi, Silvano Nascimento, reconhece a importância do programa Negócio Certo Rural para os agricultores do município. “Além de obter mais conhecimentos, esses alunos, pequenos agricultores que pretendem diversificar e ampliar os negócios, já começam a ter uma renda extra para a família”, resume.

Prefeito de Inhapi reconhece importância das capacitações

O prefeito de Inhapi, José Cícero, ressalta que a capacitação é importante para todo o município. “Nossa zona rural é muito ampla e tem muitas pessoas carentes de capacitações, além disso, uma formação deste nível não beneficia apenas os alunos, mas também a nossa sociedade, que passa a consumir produtos de qualidade”, avalia o gestor.

Analista técnico do Sebrae no sertão de Alagoas, Vitor Pereira diz que a parceria com o Senar AL é fundamental para que o conhecimento se dissemine em todo o estado. “Conhecimento é o bem mais valioso e para o Sebrae, instituição que promove e dissemina conhecimento, é fundamental ter essa capilaridade de poder atuar em todo o território, por meio do convênio com o Senar, que é muito bem sucedido. E o mais gratificante é ver o resultado final, com os alunos já produzindo nos padrões de qualidade exigidos pela legislação”, reconhece.

O coordenador do Negócio Certo Rural no Senar AL, Sidney Rocha, ressaltou que a perspectiva é de oferta de outros cursos em Inhapi. “O Senar e o Sebrae em Alagoas firmaram uma parceria para a oferta de 300 cursos este ano. Além disso, os alunos que fizeram o NCR terão prioridade no programa de Assistência Técnica e Gerencial, que tem dois anos de duração. Neste período, são realizados o diagnóstico produtivo e individualizado; planejamento estratégico; adequação tecnológica; capacitação profissional complementar e avaliação sistemática de resultados”, comenta.

COMPARTILHAR