Programas de Saúde do Senar atendem 215 pessoas em Carneiros

Ações são realizadas em parceria com a Prefeitura do Município e contam com o apoio da Faeal e da Sociedade Brasileira de Urologia

Após perder pai e irmão para o câncer de próstata, Manuel decidiu fazer exames anualmente

Após perder o pai e um irmão para o câncer de próstata, Manuel Matias Neto sabe bem a importância de se prevenir contra a doença. Aos 74 anos, o aposentado do município de Carneiros, no sertão alagoano, sempre aproveita os programas de Saúde do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas – para fazer os exames de PSA e toque.

“É muito importante correr atrás da saúde e fazer os exames. Aqui, nesse mutirão, a gente não pega tanta fila como nos postos de saúde e fica menos nervoso. Por causa dos exemplos na família, eu sempre tenho medo de dar alguma coisa, mas, graças a Deus, nunca deu nada. Agora é esperar os resultados dos exames de hoje”, diz Manuel.

Assim como o aposentado, 105 homens e 110 mulheres participaram da terceira edição dos programas de Saúde do Senar na cidade de Carneiros. Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Geraldo Novais Agra, eles assistiram às palestras sobre câncer de próstata e de cólo do útero; passaram por exames de citologia, PSA e toque; testes rápidos de glicemia; aferição de pressão arterial; receberam orientações sobre dengue e chikungunya e se vacinaram contra a gripe. Cartilhas informativas sobre diversas doenças também foram distribuídas.

Mulheres na fila para o exame de citologia

O programa conta com o apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas – Faeal – e da Sociedade Brasileira de Urologia. As ações envolveram equipes da Prefeitura de Carneiros e do Senar.

“Estamos agradecidos por mais um evento desta parceria em nossa cidade. Isso é uma grande ajuda, desafoga os nossos centros de saúde e os hospitais da região, já que o trabalho também é preventivo. É importante que outras ações sejam realizadas, não apenas em nosso município, mas no sertão alagoano como um todo”, avalia o prefeito de Carneiros, Geraldo Filho.

“Nós oferecemos o melhor em saúde para os nossos munícipes, com muito carinho, amor, e esse trabalho de prevenção, voltado para homens e mulheres, não só reforça o nosso compromisso, como mostra que o Senar é um parceiro importante para que possamos alcançar os nossos objetivos”, comenta a secretária de Saúde de Carneiros, Janaíne Machado.

Prefeito Geraldo Filho e a secretária de Saúde de Carneiros, Janaíne Machado

Para a coordenadora dos programas de Saúde do Senar em Alagoas, Andrea Almeida, o evento em Carneiros chamou a atenção pela organização e mobilização da comunidade. “Recebemos uma quantidade significativa de homens e mulheres e as ações ocorreram com tranquilidade, em um ambiente adequado e confortável, bem sinalizado, com as equipes uniformizadas e dispostas a atender a população. Não há dúvidas de que este foi um dos eventos mais organizados nesses dez anos de programa”, ressalta.

Palestra sobre câncer de cólo de útero

Pesquisa
Carneiros também entrou na lista de municípios brasileiros onde o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realiza uma pesquisa sobre a saúde da população do campo. Durante toda esta sexta-feira, pesquisadores entrevistaram homens e mulheres com o objetivo de levantar dados para que o Senar Nacional possa traçar um diagnóstico que subsidie os programas de saúde oferecidos pelas regionais. O mapeamento é realizado em parceria com profissionais do Instituto CNA.

A coleta de dados acontecerá em 40 municípios, distribuídos em 20 estados, e a intenção é de que o trabalho também sirva de base para a implementação de políticas públicas. “Temos avançado bastante e até o fim do ano deveremos entregar um relatório ao Governo Federal, para que algumas medidas possam ser tomadas, além de subsidiar as ações do próprio Senar, para atender de forma mais direta e dinâmica a população rural”, explica Sandra Bezerra, coordenadora da Pesquisa de Saúde Rural no Instituto CNA.

Pesquisadores coletam dados sobre saúde da população rural

Segundo Sandra, a ausência de informações sobre a saúde da população rural brasileira foi o que motivou a realização da pesquisa. “O Senar decidiu ir atrás desses dados, para planejar melhor suas ações, e a pesquisa busca justamente trazer algo a mais, para que se possa conhecer a população do campo, principalmente, com relação à saúde, questão essencial na vida dessas pessoas”, conclui.

COMPARTILHAR