Senar AL forma técnicos em Agronegócio no município de Mar Vermelho

Presidente da Faeal discursa em solenidade no Teatro Municipal

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas – realizou a formatura da primeira turma do curso Técnico em Agronegócio do município de Mar Vermelho. A solenidade aconteceu no último sábado, 22, no Teatro Municipal e contou com a participação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas – Faeal –, Álvaro Almeida, do presidente do Sindicato Rural, Sebastião Almeida, entre outras autoridades, formandos, amigos e familiares.

Filho de Mar Vermelho, Álvaro Almeida não escondeu a felicidade em contribuir para a capacitação profissional dos jovens do município. “Usem bem desse conhecimento que vocês adquiriram para fazer a diferença no mundo do trabalho. Isso é pessoal, intransferível, não se troca, não se vende e nem se pode dar. Eu estou muito feliz, na certeza de que valeu a pena ter trazido alguns momentos de educação e cultura para a cidade que me fez existir”, comentou.

Representando a prefeita Juliana Almeida, o vice-prefeito de Mar Vermelho, André Almeida, parabenizou os dez novos técnicos em Agronegócio. “Parabéns àqueles que se dedicaram durante esses últimos dois anos, seja para tocar a sua propriedade rural, incrementar o currículo ou buscar novas oportunidades profissionais. Este diploma abre portas, vocês provaram que são mais fortes, querem algo melhor para a vida, têm determinação e é isso o que o mundo aí fora está esperando. Que venham mais cursos para a gente continuar qualificando o nosso povo”, afirmou.

A coordenadora regional da rede E-Tec do Senar em Alagoas, Graziela Freitas, enalteceu o esforço coletivo da turma para concluir o curso. “O caminho da aprendizagem não é trilhado sozinho. É um processo de troca de relações e construções coletivas e processuais. Ao concluir este curso técnico, vocês se apropriaram de conhecimentos e valores que darão a sustentação aos novos desafios. Oferecer possibilidades para o desenvolvimento integral, trabalhando todas as potencialidades da pessoa humana, tem sido uma prerrogativa do Senar Alagoas, por isso, apesar dos obstáculos, vocês chegaram ao final. A vitória pertence àqueles que se dedicam e batalham para alcançar seus objetivos”, ressaltou.

Para o formando José Florentino Tenório Neto, que durante dois anos viajou cerca de 108 quilômetros, todos os sábados, para assistir as aulas em Mar Vermelho, a hora agora é de colher os frutos. “Eu cheguei a dizer que ia desistir do curso, vinha de Maceió e era muito complicado, mas hoje digo que o investimento vale a pena, pois um curso desse a gente não encontra em todos os lugares”, reconheceu.

A coordenadora do polo do Senar em Mar Vermelho, Maria Cícera, elogiou o desempenho da primeira turma. “Cada aluno, na sua particularidade, conseguiu com que nós fizéssemos esse curso com muita sabedoria, responsabilidade e dedicação. Foi uma turma que valorizou muito o curso e eu tenho certeza de que, em cada um desses formandos, a semente foi plantada. O Senar acertou em trazer este curso para Mar Vermelho”, avaliou.