Senar Alagoas abrirá dois novos polos para curso técnico em Agronegócio

Junqueiro e Olho D’Água das Flores passam a contar com estrutura para atividades presenciais. Com esses dois municípios, o estado passa a ter nove polos

Morgana Tavares: “Educação é um dos principais caminhos para minimizar a evasão no meio rural”

O estado de Alagoas ganhou dois novos polos de apoio presencial para alunos da zona rural que pretendem fazer o curso técnico em Agronegócio pela Rede e-Tec Brasil. A iniciativa é do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar AL –, em parceria com os sindicatos dos Produtores Rurais do município de Junqueiro e dos Trabalhadores Rurais de Olho D’Água das Flores. Além dessas duas cidades, outros sete polos já funcionam em Palmeira dos Índios, Penedo, Arapiraca, Mar Vermelho, Major Isidoro, Mata Grande e Santana do Ipanema. As novas unidades devem começar a receber alunos a partir do mês de março.

Em Junqueiro, o polo do e-Tec funcionará na própria sede do Sindicato dos Produtores Rurais. “O nosso município concentra grande parte da população no campo, o que torna a necessidade de um polo presencial do Senar ainda mais importante para o desenvolvimento da região. Nossos agricultores e agricultoras atuam em diferentes cadeias produtivas e contribuem consideravelmente para a expansão da agricultura alagoana. O curso de formação técnica contribuirá para tornar nosso estado cada vez mais uma referência em produção de alimentos e no agronegócio”, analisa a presidente do sindicato, Morgana Tavares.

Graziela: “Objetivo é formar técnicos para atuar nos diversos segmentos da agropecuária”

“A agricultura familiar é hoje a base da nossa economia e antes de sermos contemplados com esse polo presencial, já buscávamos levar uma diversidade de cursos, tanto para a sede do Sindicato, como para os povoados e assentamentos. O polo presencial sempre foi um anseio e fomos à luta, junto ao presidente do Senar Alagoas, Álvaro Almeida, para conquistar. Fizemos o levantamento do que era preciso para identificar as demandas de profissionalização rural e, com isso, fomos credenciados. A intenção é oportunizar a qualificação gratuita e de qualidade principalmente aos jovens e filhos de produtores rurais. Acreditamos que a educação é um dos principais caminhos para minimizar a evasão no meio rural”, ressalta Morgana.

O curso técnico em Agronegócio é voltado para pessoas do meio rural que tenham concluído o ensino médio. Não é necessário ter conhecimentos prévios na área. “O objetivo é formar técnicos de nível médio na gestão do agronegócio, habilitados para atuar nos diferentes segmentos e cadeias produtivas da agropecuária brasileira”, explica Graziela Freitas, coordenadora dos cursos do Senar Alagoas.

Os encontros presenciais representam 20% da carga horária do curso. As atividades práticas acontecem no polos, onde a infraestrutura conta com salas de coordenação, tutoria e de aula, tecnologia de webconferência, além de laboratório de informática com acesso a internet banda larga.