Senar busca parceria do Sebrae para construção de barragens

Gestores do Sebrae e do Senar reunidos

O presidente do Conselho Administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Alagoas) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas, Álvaro Almeida, esteve na sede do Sebrae AL, em Maceió, nessa segunda-feira, 8, para conversar com o diretor técnico do Sebrae Nacional, Vinicius Lages, sobre a importância da participação da instituição em uma parceria público-privada para a construção de barragens subterrâneas no semiárido alagoano.

A reunião também contou com a participação do superintendente regional do Senar, Fernando Dória, e do corpo diretivo do Sebrae em Alagoas. Álvaro apresentou os benefícios das barragens subterrâneas para comunidades do município de São José da Tapera, com a garantia de água para os agricultores, mesmo em períodos de estiagem. Ele também mostrou os primeiros resultados da barragem construída pelo Senar em parceria com o Sebrae, por meio do convênio Sertão Empreendedor. A estrutura, que custou apenas R$18 mil, incluindo capacitação da comunidade, contratação de mão-de-obra e maquinário, foi entregue há seis meses e já acumula água que servirá para irrigação e na criação de gado de leite.

Álvaro Almeida apresentou vídeo sobre barragens no sertão

“Acreditamos que uma parceria envolvendo Governo do Estado, Sebrae, Senar e Embrapa nos dará a possibilidade de construir várias barragens subterrâneas no semiárido e contribuir para que os pequenos produtores continuem produzindo e atendendo às suas necessidades e das suas famílias. Nós, do Senar, estamos fazendo a nossa parte, alertando tanto ao Sebrae, quanto ao poder público de que é possível diminuir a miséria no meio rural de Alagoas, principalmente no Sertão”, afirma Álvaro Almeida.

Vinícius Lages ficou entusiasmado com os resultados produzidos pelas barragens subterrâneas. O diretor técnico do Sebrae Nacional vislumbra a possibilidade de o Sebrae Alagoas entrar na parceria, com assistência técnica, para trabalhar questões de gestão, tecnologia, inovação e mercado.

“É bom ver iniciativas como essa, de baixo custo e alto impacto. Cada barragem tem capacidade produtiva para assegurar renda para quatro ou cinco famílias, e a proposta de parceria é interessante, mas é preciso investimentos na parte fundamental de engenharia. O nosso esforço é buscar esse parceiro e também trabalhar na perspectiva de um diálogo com o novo secretário de Estado da Agricultura, Ronaldo Lessa, para que a gente possa combinar recursos e energias do setor produtivo e do governo, com o objetivo de ampliar essa experiência”, comenta Lages.

Almeida também a Lages informações sobre projeto da Embrapa

Projeto da Embrapa

O diretor técnico do Sebrae Nacional também teve acesso às informações sobre o ZonBarragem, projeto de zoneamento de áreas potenciais para construção de barragens subterrâneas em Alagoas. Inédito no semiárido brasileiro, o trabalho é desenvolvido pela Embrapa Solos.

O projeto tem duração de quatro anos, com término previsto para julho de 2021, e é dividido em três etapas. A primeira delas consiste na elaboração do mapa de potenciais do estado, que deve ser concluído em aproximadamente quatro meses. Em seguida, haverá a etapa de validação das áreas com potencial para construção das barragens e, posteriormente, a sensibilização e capacitação de técnicos e agricultores, sistematização e socialização dos resultados.

O orçamento previsto pelo Governo Federal para o ZonBarragem, em 2019, é de R$120 mil, mas, diante do atual cenário econômico, a expectativa é de que somente 30% desta verba sejam liberados.

COMPARTILHAR