Agronordeste: bovinocultores de leite de Major Izidoro aumentam lucro mensal em até 650%

Alguns produtores do município de Major Izidoro vêm mudando hábitos antigos, adotados na bovinocultura de leite, graças à assistência técnica e gerencial do Programa Agronordeste, executada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar Alagoas.

Com acompanhamento mensal e a elaboração de um plano estratégico, a realidade da atividade leiteira vem melhorando a cada dia. O planejamento dá ao produtor rural a capacidade de traçar metas e ter o controle de toda a produtividade do seu rebanho. A partir da adoção de novas práticas, o bovinocultor já observa melhorias na economia da propriedade.

Há registros de produtores que aumentaram o lucro mensal de R$ 1,2 mil para R$ 9 mil, e de R$ 4 mil para R$ 10 mil. Tudo isso como resultado de pequenas mudanças adotadas em cinco meses de assistência.

“Outro fator que contribuiu para o aumento da renda dos bovinocultores foi a valorização do litro do leite, que no início da pandemia chegou a custar menos de R$ 1,00 – com restrição de repasse somente em uma ordenha diária – e hoje está em torno de R$ 1,70, com repasse das ordenhas da manhã e da tarde”, explica a zootecnista Edivânia Salvador, técnica de campo do Senar Alagoas.

Desde o início do trabalho em Major Izidoro, as seguintes medidas foram adotadas e incluídas no plano estratégico de cada propriedade: melhor controle reprodutivo das vacas e novilhas; secagem de vacas; controle leiteiro; seleção de animais por produção; e medidas de higiene (adoção de boas práticas de ordenha; ambientes arejados que proporcionem bem-estar para os animais e para o ordenhador).

Com as indicações necessárias, os produtores rurais passaram a ter uma visão empresarial do seu negócio e a observar os resultados positivos gerados com o emprego da gestão e o controle na propriedade.